quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Alceu Valença no Projeto Verão 2011

Alceu Valença participa do Projeto Verão 2011, em Aracaju, sábado, dia 12 de fevereiro, no Palco Principal, na Praia do Atalaia, em frente à Passarela do Caranguejo, com entrada franca, a partir das 22h.  Na mesma noite se apresentam também Nando Reis e a banda sergipana Naurêa.
Fotos: Site Oficial

O show de Alceu Valença reúne todas as vertentes de um artista capaz de reciclar os diversos gêneros da MPB, em canções que impulsionam o Brasil profundo para além da aldeia global.

Enquanto o carnaval se aproxima, o frevo e o maracatu abrem caminho para o “Bicho Maluco Beleza”, o “Hino do Elefante” e a “Ciranda da Rosa Vermelha” pelas ancestrais ladeiras da Marim dos Caetés. Este ano, Alceu apresenta mais uma novidade: o novo “Frevo da Lua”, que exalta a festa de Olinda e Recife – disponível para download grátis no site www.alceuvalenca.com.br.

“La Belle Du Jour” e “Pelas Ruas que Andei” cantam a capital pernambucana - sua sedutora geografia, a mágica hospitaleira de sua gente, a sofisticação de seus símbolos e de sua cultura.

Do litoral para o sertão e do agreste, Alceu recria os mestres Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro em baiões, xotes e cocos atemporais como “Vem Morena”, “Baião”, “o Canto da Ema”, “Sabiá”, “Xote das meninas”.



Montado no futuro indicativo da canção popular, Alceu transita entre o urbano e o regional, o contemporâneo e o permanente. Sua produção atual redimensiona as raízes do Brasil na “Embolada do Tempo”, preserva sua identidade sonora em “Vai chover” e segue seu itinerário cosmopolita em “Ai de Ti, Copacabana”.

Dentre os grandes sucessos do compositor, aqueles que unem gerações e ultrapassam fronteiras musicais, estão onipresentes “Anunciação”, “Estação da Luz”, “Como dois animais”, “Girassol”, “Coração Bobo”, “Táxi Lunar”, “Tropicana”, esta com a tradicional saudação: Ô minha gente sergipana, eu quero teu sabor!

Alceu se apresenta ao lado de Paulo Rafael (guitarra), Mauricio Oliveira (baixo), Tovinho (teclados), Cássio Cunha (bateria) e Edwin (percussão), além de um naipe de três metais, especialmente para os números de frevo.

Com informações da Assessoria de Comunicação de Alceu Valença

Nenhum comentário:

Postar um comentário