quarta-feira, 4 de maio de 2011

Programa Mamãe Coruja

Por Vinícius Oliveira
E-Aju/Secom PMA
Em comemoração ao Dia das Mães, na próxima segunda-feira(9) acontecerá uma confraternização do ´Mamãe Coruja´, com algumas atividades lúdicas e informativas. Por meio do Programa as mamães aracajuanas têm à sua disposição uma série de cuidados especiais durante a gestação. Criado há seis anos, a iniciativa da Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, tem como objetivo principal melhorar as condições de saúde das mulheres grávidas.

Fotos: Pedro Leite

Segundo a enfermeira e coordenadora de Vigilância e Saúde da capital (Covis), Cristiane Ludimilla, o Mamãe Coruja pretende facilitar o acesso das gestantes aos exames laboratoriais. “Além disso, fazer o monitoramento dos resultados desses exames de uma forma mais humana”, revela.

Procedimento

O procedimento é simples. Basta que a gestante se dirija à Unidade de Saúde da Família (USF) mais próxima de sua residência e solicite o atendimento adequado. Depois disso, a futura mamãe é encaminhada ao Cemar, no bairro Siqueira Campos, onde assiste a uma palestra antes de realizar os exames de adesão e tem seus exames encaminhados à sua unidade para monitoramento.



"Com o Mamãe Coruja, a gestante não precisa realizar seus 12 exames do pré-natal em clínicas diferentes, fato que observávamos antes a implantação do Programa. Resolvemos centralizar a coleta de exames no Centro de Especialidades Médicas [Cemar] para humanizar o atendimento", informa Cristiane Liudmila.

A importância do Pai

Mesmo não tendo exames específicos para a paternidade, é muito importante que durante o procedimento os pais façam questão de estarem presentes, como frisa a coordenadora. “Os pais são fundamentais nesse processo. O acompanhamento por parte deles garante uma maior segurança à mulher e permite que a gravidez seja compartilhada, diminuindo inclusive os riscos”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário