segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Cuidados com os animais soltos nas ruas

Todos os meses, a Prefeitura de Aracaju (Emsurb) captura uma média de 150 animais de grande porte que estão soltos pelas ruas da capital. A maioria porque sofre maus tratos e porque, estando soltos, ameaçam a segurança da população e causam acidentes.

Fotos: Sílvio Rocha

O serviço funciona 24 horas e conta com dois caminhões que circulam por toda a cidade, além de uma equipe de 23 funcionários, comandadas por dois veterinários. Os pontos de maior incidência de animais soltos são os bairros Coqueiral, Lamarão, Soledade, Industrial, Mosqueiro e Coroa do Meio.

Os animais mais apreendidos são os cavalos, que são levados a um curral apropriado e tratados até que sejam recuperados pelos seus donos. Ao chegar ao local, os animais capturados são avaliados pelos veterinários e recebem alimentação. Muitos chegam com sintomas de intoxicação, principalmente, por terem ingerido veneno de rato. No curral eles são alimentados com farelo, tomam banho e são medicados.


Os proprietários que tiverem os animais apreendidos devem ir até o curral da Emsurb no bairro 18 do Forte, atrás do 28º Batalhão de Caçadores, em um prazo de 15 dias. Devem levar carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência, além de pagar uma taxa de R$ 29,73. Após esse período, os cavalos são doados para agricultores de projetos sociais residentes no interior do Estado.

Denúncia

A população pode denunciar quando vir algum animal solto na rua, sofrendo maus tratos ou com sintomas de intoxicação. Para os casos da Zona Sul, o telefone é (79) 8802-2200; para casos na Zona Norte, o telefone é (79) 8802-1200. Além disso, há o Serviço de Atendimento ao Cidadão: 0800 284 1300 / Twitter: @emsurb ou ainda por e-mail: emsurb@aracaju.se.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário