segunda-feira, 18 de julho de 2011

Obra pioneira na malha cicloviária de Aracaju

Foi confirmada a liberação de recursos federais da ordem de R$ 5 milhões para a execução do projeto de interligação da malha cicloviária da capital sergipana, apresentado pela Prefeitura de Aracaju ao Ministério das Cidades há cerca de três meses. O projeto prevê a construção de mais 20 km de ciclovias em Aracaju. Com a realização dessa importante obra, Aracaju será a capital pioneira na interligação das ciclovias em todo o país.
Representantes do Ministério das Cidades
foram recebidos no gabinete do prefeito
(Foto: Lízia Martins)

De acordo com o prefeito Edvaldo Nogueira, o projeto é apenas uma parte da política inovadora de melhoria da mobilidade urbana, priorizada desde o início de sua administração. "Aracaju já era pioneira na integração do transporte urbano, com ônibus percorrendo toda a cidade através dos terminais de integração. Hoje a nossa população anda pela cidade pagando apenas uma passagem. Essa integração agora acontecerá com as ciclovias", afirmou o prefeito, após reunião ocorrida na última sexta-feira(15), seu gabinete, com representantes do Ministério das Cidades.

III Passeio Ciclístico da Primavera
(Foto: Cleverton Ribeiro)

Para o secretário Nacional de Mobilidade Urbana, Luiz Carlos Bueno, a crescente construção de ciclovias nos espaços urbanos tem sido fundamental para atender a diversas demandas apresentadas pela vida moderna. "As ciclovias respondem a um apelo mundial pelo desafogamento do trânsito, a integração entre as cidades, o respeito ao meio ambiente, o cuidado com a saúde, entre outros aspectos. A proposta que nos foi apresentada influencia diretamente a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Por isso aprovamos de imediato", disse o secretário, que veio a Aracaju exclusivamente para trazer a confirmação da liberação dos recursos, já aprovada pela União.


Integração metropolitana


Atualmente, a população aracajuana conta com cerca de 70 km de ciclovias. Junto com os 20 km que serão construídos em breve, a capital sergipana contará com quase 100 km de ciclovia. "O avanço que essa obra trará para o nosso Estado é incalculável. Depois de pronta, ela vai ampliar ainda mais a integração das ciclovias entre os municípios de Aracaju, São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro", afirma o superintendente de Transporte e Trânsito de Aracaju, Antônio Samarone.


Mobilidade urbana


Mas as ações da PMA a favor da mobilidade urbana não param por aí. Além da interligação das ciclovias, a PMA apresentou outros três projetos ao Ministério das Cidades: a reconstrução do terminal do Distrito Industrial de Aracaju (DIA), a do terminal dos mercados municipais e a construção de novos abrigos de ônibus.


Relevo da cidade e existência
de ciclovias favorece o ciclismo
(Foto: André Moreira)

"Até o final do ano, com certeza, estaremos liberando mais recursos para a realização de novas obras fundamentais para a população que utiliza diariamente o transporte público em Aracaju", garantiu o secretário Nacional de Transportes Urbanos do Ministério das Cidades, Norman Oliveira.




Nenhum comentário:

Postar um comentário