quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Antiga Alfândega se transforma em Centro Cultural

Nos últimos anos Aracaju tem se destacado pela celebração das manifestações artísticas locais e pelo respeito à diversidade cultural. A cultura popular tem ganhado cada vez mais espaço e a valorização dos grupos e dos profissionais da área tem gerado uma cadeia produtiva que ganha desde o prestígio local, até o reconhecimento no cenário nacional.

Graças às políticas públicas de cultura da Prefeitura de Aracaju é possível perceber essa nova fase do cenário cultural aracajuano. Um desses investimentos realizado pela administração municipal é a revitalização do antigo prédio da Alfândega, localizado na praça General Valadão, Centro da cidade. A reforma, executado pela Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), pretende transformar o antigo prédio da Alfândega em um novo Centro Cultural.





Restauração

Orçada em R$ 2,8 milhões, a restauração preservará os locais onde existam resíduos da pintura inicial. O projeto também contempla a revitalização total da estrutura física do local, que utilizará os velhos compartimentos em novos espaços destinados a apresentações culturais e de obras de artes.

O novo Centro Cultural contará com salas de cinema, teatro, cybercafé, cafeteria, salas de exposição permanente e temporária, livraria, oficina educativa, salas de montagem, som e edição audiovisual. O projeto faz parte do Programa Integrado de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social e está sendo realizado de acordo com a legislação brasileira de valorização patrimonial e cultural.



Trabalho

Essa semana cerca de 40 profissionais de Emurb estão trabalhando na obra. O cronograma de trabalho segue adiantado e a previsão é de que o novo Centro Cultural seja entregue à população em breve. Já foram finalizadas a limpeza do roda-teto e a substituição dos rebocos condenados. Estão sendo concluídos os acabamentos dos detalhes de fachada da área externa e a preparação para o nivelamento e reintegração cromática.

De acordo com o presidente da Emurb, o engenheiro Osvaldo Nascimento, pela localização geográfica do novo Centro Cultural, a população aracajuana frequentará o local com mais facilidade. "Com a reforma temos a certeza de garantir ao aracajuano e aos visitantes mais um pólo impulsionador da cultura e das artes. Por ficar na área central da cidade mesmo quem mora nos bairros mais afastados da cidade poderá visitar o local e apreciar a beleza cultural da nossa terra", garante o engenheiro.



História
Considerado um dos prédios mais antigos da cidade, a Alfândega foi construída na segunda metade do século XIX. Depois de alguns anos, já na metade do século XX, o prédio passou a ser a Receita Federal, sendo desativada no final do mesmo século. Em 2003, o Governo do Estado tombou através do decreto lei nº 21.765, sendo o edifício transferido da União para a Prefeitura dois anos depois.





Nenhum comentário:

Postar um comentário